slidedown

Notícias sobre o mercado de RH

 pós-férias

Combater a síndrome pós-férias é possível, afirma Albenture

A Albenture – fornecedora global de serviços focados na melhoria do “employer branding”, “employee attraction” e “retention and motivation” de médias e grandes empresas – alerta para a importância de levar a sério a síndrome pós-férias. Com a chegada do mês de setembro, muitas pessoas retomam a rotina laboral e este regresso à dinâmica diária para algumas transforma-se num verdadeiro tormento. A consultora dá o exemplo de empresas em Portugal – como a Procter & Gamble, a Novartis, a Sandoz, a Alcatel Lucent, a Cushamn & Wakefield, a Rexel e a Thompson Reuters. – cujos colaboradores dispõem de uma equipa de psicólogos para as ajudarem a enfrentar e superar os sintomas deste transtorno que, com a situação económica e a precaridade de emprego, se faz sentir cada vez mais no seio populacional português. A Albenture cita estudos recentes provenientes de Espanha que mostram que 35% da população ativa é afetada por esta síndrome, com maior incidência no sexo feminino e nas pessoas com menos de 45 anos, muito devido à maior instabilidade laboral que tem crescido nos últimos anos e também às responsabilidades familiares.

Fonte: HumaNet, Recursos Humanos e Gestão